sexta-feira, setembro 22, 2006

Daniela Cicarelli vai levar, tadinha


E pensar que há poucos dias nem sabia quem era a Daniela Cicarelli. Agora, através de Daddy Google, acho que sei até onde é a pintinha mais antiga que ela tem, qual esporte fazia na escola, não era mergulho não, gente. Enfim, a mulher virou figurinha fácil, daquelas que quando a gente colecionava dava de vale-brinde numa troca mais valiosa, digamos, 20 Djalma Santos por um Didi.

Hoje li que a coitada da Daniela Cicarelli, que não fez nada além de deixar seu namoradinho tirar um sarro em uma praia semi-deserta e dar uma trepadinha com ele no mar, já perdeu alguns contratos. E mais. Uma advogada em um artigo do Última Instância disse que Daniela pode processar o cara que a filmou e o primeiro a distribuir o filme. Como no Brasil o dinheiro que uma ação civil rende é merreca, Daniela trepou numa água imunda e agora tá na merda. Maneira de dizer, pois ela deve ter seu pé de meia.

Blue Bus

Advogada

É triste ver que um país que tem cartazes pelos consulados de bundas de mulheres brasileiras com um "fio dental " embutido tenha legislação hipócrita, burrocratas hipócritas e capitães de indústria mais hipócritas ainda. A lição é que vale ser puta safada, vale ser safada escondido, vale no escurinho do cinema, vale com a prima, com a empregadinha, mas não vale uma mulher mostrar sua sexualidade porque no Brasil há orgulho em mostrar bundas como símbolo nacional e talvez a lição seja essa: vira, amor, cala a boca, morde a língua e leva.

Um comentário:

Tom, um ser diferente... disse...

Ela arrasa... mesmo dando na praia.
BEijinhos, Tina.
Saudades de vc.
Tom